Para proporcionar mais segurança

Prefeitura de Palmas intensifica trabalhos de desinfecção das estações de transporte público

24/02/2021 19h20 - Atualizado em 24/02/2021 19h25
Foto: Lia Mara
Desinfecção tem como objetivo eliminar vírus em superfícies

Equipes também estão isolando temporariamente equipamentos de uso compartilhado em praças públicas e intensificando fiscalizações no comércio

A Prefeitura de Palmas intensificou nesta quarta-feira, 24, o trabalho de higienização e desinfecção de todas as estações de transporte coletivo urbano e feiras populares, para minimizar o avanço da Covid-19 na cidade. As desinfecções foram iniciadas em abril do ano passado e mantidas desde então. As concessionárias de transporte público também fazem a higienização de sua frota constantemente para eliminar o coronavírus em superfícies.

O reforço na higienização tem a intenção de proporcionar mais segurança nestes espaços onde há maior circulação de pessoas. Em outra frente de trabalho, equipamentos de uso coletivo, como aparelhos de academia ao ar livre e brinquedos de praças públicas, estão sendo isolados temporariamente. As ações, de desinfecção, especificamente, são coordenadas pela Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos (Seisp). No entanto, outras pastas e serviços do Município também estão articulando ações complementares no mesmo intuito e que serão divulgadas em breve.

Também nesta quarta-feira, 24, a força-tarefa de fiscalização municipal do cumprimento do Decreto nº 1.996/2021 volta às ruas. Equipes compostas por agentes de trânsito, inspetores da Vigilância Sanitária Municipal (Visa), fiscais de postura e obras e guardas metropolitanos fazem ronda em avenidas, áreas comerciais e residenciais da Capital para verificar o cumprimento do novo limite de horário de atendimento para serviços não essenciais em Palmas, das 6h às 20h.

Para o comércio delivery, a liberação de funcionamento é até as 23h, desde que a partir das 20h seja realizada apenas entrega. Não é permitida a retirada de produtos nos locais de venda. A medida visa desencorajar a concentração de pessoas em ambientes coletivos e frear o avanço do coronavírus, e, como consequência, reduzir os casos graves que demandam leitos para internação hospitalar.

O decreto mantém ainda outras restrições já instituídas no Município, como proibição do uso da faixa de areia das praias, fechamento dos acessos à Orla da Graciosa, fechamento do Parque Cesamar nos fins de semana, proibição de festas não autorizadas em locais privados ou públicos e de consumo de bebidas alcoólicas em bolsões de estacionamento de distribuidoras de bebida, dentre outras medidas. O documento pode ser conferido na íntegra clicando aqui.



Veja Também