No Tocantins

Energisa adota causa de combate a incêndios e doa 60 mil reais em equipamentos aos bombeiros

20/09/2019 17h16 - Atualizado em 20/09/2019 17h21
Foto: Divulgação

Membro do Comitê do Fogo no Tocantins desde o ano passado, a Energisa realizou na manhã desta sexta-feira, 20/9, a doação de equipamentos a serem utilizados no combate a incêndios, como: 10 sopradores, 28 bombas costais e um drone de longe alcance, capaz de captar imagens em alta qualidade, por até 6 quilômetros. Todo o material representa uma doação ao Corpo de Bombeiros de cerca de R$ 60 mil.

O termo de convênio da doação foi assinado na sala de reunião da Energisa, com a presença do Coronel Reginaldo Leandro da Silva - Comandante do Corpo de Bombeiros, Tenente-Coronel Geraldo da Conceição Primo – superintendente da Defesa Civil do Estado, Fábio Vasconcelos – promotor de justiça do Meio Ambiente em Palmas e o Tenente-Coronel André Carvalho, diretor de Logística e Patrimônio dos bombeiros.

A Energisa foi representada por Marcio Mario Zidan - diretor-Presidente da Energisa, Alankardek Moreira – diretor de Relações Institucionais e Alessandro Brum, diretor Técnico e Comercial.

Também estavam presentes pela distribuidora, Guilherme Damiance – gerente de Operação, Alberto Cunha – gerente de Construção e Manutenção, Fabiano Cristian Silveira – gerente Jurídico.

No momento da assinatura, Marcio Mario Zidan, diretor-presidente da Energisa no Tocantins, disse que a parceria é contínua. “Doamos equipamentos e a nossa expectativa é que isso aconteça nos próximos anos, pois queremos ajudar a equipar esses bravos combatentes, muitos deles até voluntários. A Energisa é tão vítima quanto a população na questão das queimadas. Quando o fogo atinge nossa rede, há um impacto também para a população, pois há ali sistemas de proteção que causam um desligamento automático para não ter defeito maior e faz com que a população fique sem energia. Acreditamos que esta é uma corrida que tem início, mas não tem fim. A gente vai estar sempre junto com o comitê", destacou.

Coronel Reginaldo Leandro da Silva, comandante do Corpo de Bombeiros, revelou que “é extremamente importante essas parcerias com a iniciativa privada, já que o fogo é responsabilidade de todos e temos que agir. A doação vem em momento muito oportuno, para que por meio da Defesa Civil a gente faça a distribuição mais adequada desses materiais e assim ajudar às equipes de frente no combate aos focos".

Causa

Ao lado de outros 25 órgãos e instituições do Tocantins, no Comitê do Fogo, a Energisa adotou a prevenção, controle e combate a incêndios como uma causa.

Em sua rotina, a distribuidora já atua com um plano estratégico voltado para a melhoria do fornecimento de energia e proteger a rede de energia.

Segundo a Defesa Civil no Tocantins, grande parte dos incêndios são provocados pelo ser humano.

E eles, além de causar riscos à vida e impactos ambientais, as queimadas impactam ainda na segurança e no bem-estar do tocantinense. De 24/6 até o dia 15/9, a rede elétrica de energia foi vítima de 73 focos de incêndios, sendo 19 na regional sul, 18 na regional norte e 36 na regional central.

A área mais vulnerável do Tocantins é a rural, onde está 89% da rede de energia do Estado. Por isso, o trabalho de manutenção do sistema elétrico no Estado tem priorizado esta região.

Alberto Cunha, gerente de Construção e Manutenção, comenta que na maioria das vezes, a queimada chega na rede, mas "não é preciso que as chamas queimem a rede para que existam problemas. A simples ionização do ar pelo calor e fumaça próximo a estrutura, já pode causar um curto circuito e acionar o nosso sistema de proteção e com isso ficar religando constantemente a rede, causando um desconforto. As pessoas chegam a pensar que é problema no fornecimento, e na verdade, é o sistema de segurança protegendo o nosso cliente".

Ele explica ainda que quando o fogo chega na rede, "cozinha o cabo, queima o poste e a cruzeta. E por isso, temos que mandar equipe, que por segurança, aguarda o fogo ser combatido para começar a atuar na manutenção corretiva. A queimada é um problema de todos nós pelos riscos que provoca, e por isso, prevenir, controlar e combater é uma causa que devemos abraçar".

Veja Também