Investimentos de R$ 240 milhões

Na tribuna da Assembleia, Cinthia Ribeiro afirma que Palmas será transformada em um canteiro de obras

21/05/2019 19h33 - Atualizado em 21/05/2019 19h53
Cinthia Ribeiro solicitou ao Governador regularização fundiária em Palmas

Em cerimônia pelos 30 anos de Palmas na Assembleia Legislativa na manhã desta terça-feira, 21, a prefeita Cinthia Ribeiro destacou avanços, citou a série de obras que vão injetar R$ 230 milhōes na economia local e pediu mais uma vez união em prol da Capital.

"Me dirijo, especialmente, àqueles com maior afinidade com Palmas para pedir que destinem emendas parlamentares que atendam aos anseios da população. O que não faltam são projetos. Temos muito por fazer para chegarmos naquele ponto em que a zeladoria será apenas uma rotina sem maior tensão diária. Pois se, ao chegarmos aos 30 anos, já alcançamos vários indicadores de qualidade de vida e desenvolvimento, imaginem o que poderemos conquistar nos próximos anos, também com o apoio dos senhores", disse.

Em seu pronunciamento, Cinthia Ribeiro pediu ainda ao governador Mauro Carlesse para que pudessem unir forças em prol de projetos de regularização fundiária em Palmas. A gestora também falou sobre a homenagem recebida nesta manhã como chefe do Executivo Municipal da Capital: "Recebo com honra, em nome de todos os palmenses e com a responsabilidade de dedicar todos os meus dias como gestora, para que os próximos 30 anos sejam mais cada vez mais prósperos".

A prefeita também trouxe uma reflexão: "Para oferecer qualidade de vida aos seus munícipes, uma cidade é dotada de um conjunto de infraestrutura que vai desde uma ponte na zona rural que assegura o direito de ir e vir, passando por escolas, drenagem, asfalto, rede de água e esgoto, rede elétrica, até uma unidade de saúde que atende os casos de média e baixa complexidade. E isso tem um custo. Um custo muito alto, que é bancado por todos nós, contribuintes", ressaltou.

Canteiro de Obras

A gestora informou, em seu pronunciamento, que lançará, em breve, edital das obras de infraestrutura, com recursos da Corporação Andina de Fomento (CAF). "Serão US$ 60 milhões investidos na Capital, que hoje somam cerca de R$ 240 milhões, que serão revertidos em drenagem pluvial, asfalto, sinalização viária, calçadas acessíveis e outros, em quadras como as Arnes 54 e 64, nos setores Taquari, Morada do Sol, Santa Fé, no distrito Industrial de Taquaralto e tantas outras importantes conexões da nossa cidade", disse.

Segundo a prefeita, a gestão vai praticamente asfaltar toda a cidade, que hoje tem 80% das vias pavimentadas. "Asfalto representa saúde, mobilidade, valorização imobiliária e outros benefícios agregados. Com isso, ficará para atendimento futuro, apenas a manutenção das vias e o asfaltamento de áreas públicas ocupadas por habitação, que antes desse benefício, necessitam de regularização fundiária", declarou.

Da tribuna da Assembleia, Cinthia Ribeiro afirmou que Palmas será transformada em canteiro de obras. "Colocaremos Palmas em um novo patamar de desenvolvimento e crescimento. Ampliando assim o horizonte daquela cidade que muitos de nós viu nascer."

O sonho

No discurso, Cinthia Ribeiro lembrou o fundador da Capital, o ex-governador Siqueira Campos. "Do sonho do nosso eterno governador Siqueira Campos e tantos outros que lutaram pela criação do Tocantins, pela sua sensibilidade política, senso de justiça e de valorização social e econômica, fatores que o levaram a escolher a margem direita do rio Tocantins para sediar a Capital do mais jovem estado da federação, tirando esta região de um atraso histórico, às pranchetas dos arquitetos e urbanistas Walfredo Antunes e do Luiz Fernando Cruvinel Teixeira, surge um belo projeto de cidade, que hoje, aos 30 anos, atinge um estágio de maturidade", disse.

Ainda no pronunciamento, a prefeita destacou a importância das pessoas que lutaram e lutam por Palmas. "Já estamos na segunda geração de pessoas que nasceram em Palmas, ou seja, os filhos dos nossos filhos já começam a dar uma nova conformação demográfica característica da cidade, embora todos nós, com os mais diversos sotaques, somos sim, todos filhos desta terra", enfatizou.

"E pela formação que esse grupo recebeu, seja estudando na rede pública ou privada, tenho certeza de teremos no futuro, pessoas muito engajadas com o desenvolvimento da cidade. Das nossas universidades saem médicos, advogados, dentistas, engenheiros, jornalistas, veterinários e tantos outros profissionais, que se estabelecem com o intuito de dar o melhor de si, o que na prática, significa contribuir com a qualidade de vida da nossa Capital e dos serviços prestados a toda sociedade", finalizou.

Veja Também