Em Gurupi

Adolescente é flagrado com réplica de arma de fogo dentro de escola

12/04/2019 14h04 - Atualizado em 12/04/2019 15h14
Foto: Divulgação

Um adolescente, 16 anos, foi apreendido em flagrante por policiais militares do serviço operacional do 4º Batalhão na tarde desta quinta-feira, 11, em Gurupi. O menor é acusado de porte de simulacro de arma de fogo tipo pistola.

O ato infracional aconteceu na rua 21 de outubro, num colégio do setor Aeroporto, região nordeste.

A PM foi acionada anonimamente, sendo informada que o adolescente havia recebido um objeto de um suposto infrator no portão de acesso à unidade escolar e após escondê-lo na sua mochila adentrou para a sala de aula. A suspeita era que o aluno teria recebido droga.

A PM esteve no colégio, localizou o adolescente e com o acompanhamento da direção escolar convidou o estudante para um ambiente seguro e separado dos demais alunos, onde procederam com a revista.

Durante o ato, os militares encontraram a réplica de pistola e uma máscara, que estavam envolvidas numa camiseta preta, dentro da mochila do menor.

Ele alegou que os objetos pertenciam a um colega, cujo nome não declarou. Disse ainda, que teria trazido os artefatos de sua casa e os devolveria após sair da sala de aula.

O adolescente recebeu voz de apreensão em flagrante e em seguida foi conduzido e apresentado juntamente com o produto do ato infracional na delegacia Central de Flagrantes para as devidas providências.

Formoso do Araguaia

Uma denúncia anônima levou os policiais militares do 4º Batalhão a prender um indivíduo, 33 anos, que portava um revólver e 100 munições, ambos de calibre 22, dentro de um ônibus intermunicipal.

O fato aconteceu na tarde dessa quinta-feira, 11, na BR 242, próximo a cidade de Formoso do Araguaia.

Uma equipe da Força Tática patrulhava pela cidade quando recebeu as informações sobre o porte ilegal de arma de fogo no interior do ônibus.

No momento que o veículo saía do município foi interceptado pelos policiais e após as buscas localizaram os materiais ilícitos e seu responsável.

O passageiro disse que viajaria até Gurupi para entregar o revólver a um comprador, mas foi impedido devido à atuação dos policiais.

Diante das circunstâncias, o autor, a arma e as munições foram encaminhadas à delegacia para os procedimentos cabíveis. 

Veja Também