Palmas - TO domingo, 24 de março de 2019

Amastha se propõe a pagar alugueis de delegacias, mas deve mais de R$ 600 mil das campanhas eleitorais

Campanhas para governador de 2018

14/03/2019 13h31 - Atualizado em 14/03/2019 13h37
Foto: divulgação

Carlos Amastha (PSB) ex-prefeito de Palmas, postou um vídeo em suas redes sociais na manhã desta quinta-feira, 14, afirmando que vai propor um acordo com os proprietários do prédio onde ficam o complexo de delegacias da Polícia Civil em Palmas.

Amastha afirmou que está disposto a assumir o pagamento dos alugueis atrasados para evitar o despejo, que foi determinado pela juíza Cibele Maria Bellezia, da 1ª Vara da Fazenda e Registros Públicos de Palmas.

O pedido de despejo foi feito pelo proprietário do imóvel, que alega atraso no pagamento do aluguel há quase dois anos. Com juros e correção, a dívida do Estado com o dono do imóvel era de R$ 224 mil até outubro do ano passado.

O ex-prefeito disse no vídeo que não é "Papai Noel" e que pretende cobrar a dívida do Estado.

Dívidas eleitorais

O ex-prefeito quer pagar as dívidas de aluguel que são de responsabilidade do governo do Estado para evitar o despejo determinado pela Justiça, no entanto ele também é devedor.

Conforme o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o ex-prefeito e ex-candidato ao governo do Estado tem um débito de R$ 621.444,47 referentes às campanhas para eleição suplementar e ordinária, onde concorreu ao cargo de governo do Estado no ano passado.

 

Veja Também