Palmas - TO sábado, 15 de dezembro de 2018

CPI do PreviPalmas ouve representantes da Icla e Tercon nesta quarta

Em Palmas

05/12/2018 13h12 - Atualizado em 05/12/2018 13h19
Foto: divulgação

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) instaurada para investigar possíveis irregularidades das aplicações do Instituto de Previdência Social do Município de Palmas – PreviPalmas ouve nesta quarta-feira, 05, representantes das empresas Icla Trust e Tercon, empresas onde o Instituto de previdência palmense realizou aplicações.

Além dos representantes do Icla e da Tercon, também será ouvida a advogada a época do PreviPalmas, no período em que Max Fleury presidia o instituo.

Os intimados serão ouvidos nesta quarta-feira, às 17h30, na Câmara de Palmas.

Conforme o presidente da Comissão, vereador Júnior Geo (PROS) o ex-presidente do PreviPalmas, Max Fleury, ainda não foi localizado. "Ele não é encontrado na residência dele, em Palmeirópolis ou em Paraíso. Sempre encontramos notícias divergentes. Contamos agora com o apoio da Polícia com o propósito de tentar localizá-lo e intimá-lo, no entanto, até o momento ainda não o encontramos", afirmou.

Segundo Geo, a Comissão espera com os depoimentos dos representantes do Icla e da Tercon, sanar um serie de dúvidas. Tais como, saber quem trouxe as empresas para fazer a negociação com o PreviPalmas, se ocorreu apenas o encontro no período atual ou se houve algum contato inicial alguns anos atrás, quem são os envolvidos e qual a possibilidade do fundo ser devolvido aos cofres públicos do município.

"Vamos analisar uma série de fatores e o propósito maior é tentar reaver o dinheiro investido. A CPI está correndo dentro da data prevista e temos certeza que conseguiremos fechar o relatório para a apreciação do plenário na data prevista, que é até a minha ida para a Assembleia ou seja, até janeiro de 2019", afirmou Júnior Geo.



 

Veja Também