Palmas - TO sábado, 17 de novembro de 2018

Homem é preso após passar a mão e ‘encoxar’ passageiras

Em Minas Gerais

08/11/2018 15h36 - Atualizado em 08/11/2018 15h59
Foto: Divulgação

Policiais militares prenderam um homem de 49 anos na manhã desta quinta-feira (8) depois que ele foi denunciado por assediar duas passageiras de um ônibus do Move.

A importunação sexual teria ocorrido no coletivo em Belo Horizonte. De acordo com a Polícia Militar (PM), o veículo estava na Afonso Pena, no Centro da capital, quando o assediador passou a mão e começou a se encostar nas vítimas, que têm 19 e 25 anos. Testemunhas viram a situação e acionaram a PM.

A ocorrência é registrada na 6ª Companhia da PM, na rua dos Carijós.

Botão do Assédio
Nessa quarta-feira (7), a Guarda Municipal de Belo Horizonte atendeu a primeira ocorrência de importunação sexual no trânsito público da capital com acionamento do Botão do Assédio. O dispositivo, que faz parte de ações preventivas da corporação, começou a ser implementado nas últimas semanas. O motorista de um ônibus da linha 3051, que faz o trajeto entre o bairro Flávio Marques Lisboa e a Savassi, foi quem acionou a botão após ser alertado por uma passageira.

Segundo a Guarda Municipal, a mulher de 51 anos contou que um homem, de 37, teria mostrado os órgãos sexuais dele para ela dentro do coletivo. O veículo estava no bairro Betânia, na região Oeste da cidade, quando tudo ocorreu. Depois que o condutor acionou o Botão do Assédio, conforme orientações repassadas em um curso de capacitação, o ônibus foi localizado com a ajuda de um GPS da Transfácil. Uma viatura seguiu para o local e guardas abordaram o suspeito.

O agressor e a vítima foram levados para a Delegacia de Mulher da Polícia Civil, onde a ocorrência foi registrada. A lei que pune importunação sexual foi sancionada em setembro deste ano. O crime é caracterizado pela realização de ato libidinoso na presença de alguém e sem sua anuência. O caso mais comum é o assédio sofrido por mulheres em meios de transporte coletivo, como ônibus e metrô. Antes, isso era considerado apenas uma contravenção penal, com pena de multa. Agora, quem praticá-lo poderá pegar de 1 a 5 anos de prisão.

Fonte: Bhaz

Veja Também