Palmas - TO sábado, 17 de novembro de 2018

Guarda Metropolitana faz treinamento de tiro tático e manuseio de arma

Em Palmas

08/11/2018 09h04 - Atualizado em 08/11/2018 12h23
Foto: Divulgação

Guardas metropolitanos de Palmas (GMP) que integram a Ronda Ostensiva Municipal (Romu) participaram nessa quarta-feira, 07, do curso de tiro tático realizado em dois turnos na Capital. O curso é ministrado pelo instrutor GMP, Emanuel Portinari, e tem como objetivo preparar a padronização de toda equipe, fundamentada em procedimentos operacionais.

Segundo o instrutor, o curso serve para aprimorar o que os agentes já fazem na rua. “Aqui é a nossa realidade, treinamos o que pode ser utilizado nas ruas. Sempre com o objetivo de proteger a população de Palmas, e fazer a apreensão de pessoas que não estão conforme a lei”, afirma o instrutor.

Na ocasião, os agentes treinaram tiro ao alvo de diversas distâncias e em uma pista de movimentação, onde o agente percorre um trajeto. No percurso são simuladas situações em que o guarda deve agir rapidamente, de forma defensiva, e acertar os alvos.

A secretária de Segurança e Mobilidade Urbana (Sesmu), Welere Barbosa, reforça a importância do treinamento para atuação da equipe nas ruas. “A intenção é capacitar o efetivo para as ocorrências em que seja necessário o uso da arma de fogo. Diante disso, o curso visa a qualificação dos agentes para o uso responsável do armamento. É um treinamento que vai beneficiar o cidadão palmense, estando capacitados, teremos uma segurança mais eficaz”, explica.

ROMU

Composta por integrantes da Guarda Metropolitana de Palmas, a Ronda Ostensiva Municipal (Romu) foi criada com o foco no patrulhamento e proteção sistêmica dos espaços públicos municipais, e atuação em locais em que há maior incidência de criminalidade. Desde então, vem recebendo treinamento tático especializado e atuando em trabalho incisivo para promover a segurança dos cidadãos que frequentam os espaços públicos de uso coletivo.

De acordo com o comandante da Romu, Amorim, a capacitação atende ao disposto na Lei Federal nº 13.022/14, que dá poder de polícia aos Guardas Municipais. “A Romu foi criada em 25 de novembro de 2014 e existimos para dar suporte ao serviço convencional da Guarda. A Lei nº 13.022 exige uma adequação com maior capacitação e um aprimoramento contínuo para os agentes da Guarda Metropolitana”, finaliza.

Veja Também