Palmas - TO domingo, 16 de dezembro de 2018

Advogado de Juninho diz que vai entrar com ação indenizatória contra o Corinthians

Futebol

10/08/2018 08h56 - Atualizado em 10/08/2018 08h57
Foto: Divulgação

Após o Corinthians ter um acordo verbal com Juninho, jogador do Sport, e desistir da contratação por causa da repercussão negativa por parte dos corintianos, o advogado do atacante afirmou que vai entrar com uma ação indenizatória contra a equipe paulista.

Em entrevista à Rádio Jornal, Ernesto Cavalcanti vai acionar a Justiça e mover uma ação contra o Corinthians. Ele defendeu Juninho e afirmou que seu cliente não é bandido e está em busca de recuperação. Mas que essa volta atrás do Timão deu uma imagem negativa ao atacante.

“Conversei agora com Juninho, que está tranquilo diante desse absurdo. Estamos entrando com uma ação indenizatória contra o Corinthians pelo absurdo cometido. Essa pena que estão impondo a Juninho, é infinitamente maior do que a pena que o Código Penal pode impor a ele”, declarou o advogado.

“Estão colocando o rapaz na sarjeta… Estão tentando, mas não vão conseguir transformar esse rapaz em bandido. Ele não é bandido. É um jovem que cometeu um erro e que está tentando se recuperar. Não estão querendo deixar ele se recuperar. E, para isso, vou acionar judicialmente, cobrando uma indenização pelo absurdo cometido”, emendou.

O Sport havia anunciado a transferência de Juninho rumo ao Corinthians por empréstimo. O jogador chegou nesta tarde em São Paulo e iria assinar o contrato nos próximos dias, mas minutos depois de chegar o Timão desistiu do negócio.

“Estava tudo apalavrado, mas e a imagem do rapaz? Ele foi para São Paulo assinar um contrato, haveria uma entrevista coletiva. Esse rapaz não é um bandido, é um jovem que cometeu um erro e está tentando se recuperar e não deixam ele superar. Vamos cobrar uma indenização”, finalizou.

A desistência do Corinthians se deu após a mobilização da torcida que repudiou o acordo. No dia da confirmação do Sport, os corintianos subiram a campanha #JuninhoNoCorinthiansNão. Juninho ainda responde em liberdade o processo de de ameaça e injúria.

Veja Também