Palmas - TO domingo, 19 de agosto de 2018

Inflação chega a 0,4% pressionada por energia elétrica e combustíveis

Revela IBGE

08/06/2018 10h15 - Atualizado em 09/06/2018 14h59
Foto: Divulgação

Influenciada pelos reajustes na energia elétrica, gasolina e óleo diesel, a inflação subiu de 0,22% para 0,40% em maio. No caso da energia elétrica, a alta foi de 3,53%, após a entrada em vigência da bandeira amarela e os reajustes em sete capitais, chegando a 18,53% em Belo Horizonte e a 16,95% em Salvador.





































O gerente da pesquisa, Fernando Gonçalves, explica que Belo Horizonte teve o maior reajuste, mas o impacto ainda não foi sentido porque os novos preços começaram a valer em 28 de maio, ou seja, perto do fim do período de levantamento. Mas, em Salvador, que já experimenta o aumento desde 22 de abril, a alta na energia elétrica foi de 18,45% – cerca de 46 vezes maior do que a inflação geral no país. Com isso, o grupo Habitação teve a maior contribuição para a alta na inflação (0,13 ponto percentual).

Os maiores impactos individuais foram registrados na gasolina (alta de 3,34%) e nas passagens (-14,71%). O óleo diesel apresentou alta de 6,16% e, junto com a gasolina, reflete os aumentos de preços na refinaria. Entretanto, com a greve dos caminhoneiros e o desconto de 10% no preço do diesel a partir do dia 24 de maio, o último período da coleta registrou preços menores. O etanol manteve a queda de abril (-2,73%), com os preços em média 2,80% mais baratos.

Pesquisa passa a cobrir novas localidades

Os dados do IPCA divulgados hoje pelo IBGE mostram que o maior índice ficou com a região metropolitana de Salvador (1,11%) em virtude da variação de 18,45% na energia elétrica, e o menor índice foi em Brasília (0,15%), motivado pela queda de 13,91% nas passagens aéreas.

A partir de maio, os resultados do IPCA passam a ser divulgados também para os municípios de Aracaju (SE), Rio Branco (AC) e São Luís (MA). Com isso, são ao todo 16 locais, aumentando a representatividade do Norte e Nordeste no cálculo da inflação do país.

Repórter: Marília Loschi
Imagem: Helena Pontes
Arte: Helena Pontes

Veja Também