Palmas - TO segunda, 23 de julho de 2018

Desempregado que vendia dinheiro falso na internet é condenado

MPF/ES

13/04/2018 15h08 - Atualizado em 13/04/2018 15h18
Foto: Divulgação

O Ministério Público Federal (MPF) no Espírito Santo obteve a condenação de Bruno Gonçalves Ferreira Coelho pelos crimes de guarda e venda de moeda falsa. Como não tem maus antecedentes, a Justiça determinou pena de quatro anos, quatro meses e 15 dias em regime inicialmente semiaberto, e o pagamento de 63 dias-multa. O juiz deu ao réu o direito de recorrer da pena em liberdade.

O réu confessou ambas as práticas criminosas e justificou a sua conduta em decorrência da situação de desemprego agravada pelo nascimento de um filho. Ele também admitiu que adquiria as cédulas de um fornecedor do Paraguai e que depois as comercializava pela internet.

A condenação, no entanto, veio após o homem ser flagrado, em uma busca e apreensão, com 22 cédulas falsas de R$ 50 guardadas em envelopes dos Correios. No mesmo dia, cientes da investigação que estava em curso, os Correios interceptaram uma correspondência que havia sido encaminhada pelo réu tendo como destino um endereço no Maranhão, em que estavam 38 cédulas falsas também de R$ 50.

Comprovantes que foram apreendidos com Bruno corroboram a vinculação do réu com o fornecedor paraguaio. Além disso, os comprovantes de remessa confirmaram a revenda do dinheiro.

O número do processo para consulta no site da Justiça Federal (www.jfes.jus.br) é 0500457-16.2017.4.02.5002.

Veja Também