Palmas - TO quinta, 23 de novembro de 2017

Vereadores dizem que Tiago Andrino mentiu ao dizer que Câmara pagará 14º salário

Na Câmara de Palmas

08/11/2017 17h38 - Atualizado em 09/11/2017 10h28

Os vereadores Filipe Fernandes e Léo Barbosa disseram que 13º e 14º salários nunca existiram na Câmara


A notícia de que os vereadores palmenses podem receber décimo terceiro e até décimo quarto salário este ano, noticiada por um veículo de comunicação da Capital deu o que falar na Câmara de Palmas nesta quarta-feira, 08. O vereador Filipe Fernandes (PSDC) criticou a publicação da notícia e disse que os benefícios nunca foram pagos pela Câmara.

O vereador repudiou o também vereador Tiago Andrino (PSB), que teria propagado a notícia. "Essa é uma informação mentirosa, falsa e maldosa. Na hora de falar mal dos vereadores, eles falam, mas não noticiam a aprovação de projetos que vão prejudicar a nossa população, como o empréstimo de R$ 55 milhões aprovado em sessão extraordinária na calada da noite, realizaram uma sessão extraordinária sem necessidade, porque no dia seguinte tinha sessão ordinária, mas para aprovar empréstimo pode e ninguém fala nada", frisou Filipe.

O empréstimo de R$ 55 milhões foi aprovado visando instalar energia fotovoltaica nos prédios da prefeitura de Palmas, em sua maioria alugados.




Segundo Filipe, Tiago não tem moral para falar que os vereadores recebem salário extra, pois durante sua campanha eleitoral, Andrino teria sido ajudado por um líder evangélico que pediu apoio as igrejas para que ele obtivesse votos. Tendo esse líder evangélico um contrato milionário com a prefeitura de Palmas. 

"É só coincidência ele ter contrato milionário e ter apoiado o vereador Tiago Andrino, sabe por que? Porque tudo nessa gestão é coincidência. A máquina do Hospital Geral de Palmas (HGP) que estava no hospital do Luiz Teixeira é coincidência também, ela estava lá porque foi teletransportada, ninguém a levou para lá?", disse Fernandes.

Filipe lembrou que Andrino faz parte de uma gestão onde quase todos os secretários municipais foram presos, ou levados pela Polícia Federal para prestar esclarecimentos e que portanto, ele não tem moral para falar mal de décimo terceiro ou décimo quarto salário, que nunca foram pagos aos vereadores.

"A verdade vai aparecer e já está aparecendo. Está aparecendo nas operações, nas denúncias. A Secretaria Municipal de Cultura, publicou um colocou um edital de R$ 8 milhões para contratação de estrutura metálica, um valor absurdo. Enquanto isso, os alunos estão comendo bolacha, pão seco e bebendo suco nas escolas", afirmou Fernandes.

Ao finalizar sua fala, Filipe disse que repudia a notícia mentirosa que foi denunciada no Tribunal de Contas e na Mídia. "Eu repudio ser chacota nessa cidade, por inverdades divulgadas na mídia. Ele precisa respeitar esta casa", disse, se referindo a Tiago Andrino.

Léo Barbosa

O também vereador, Léo Barbosa (SD) negou o pagamento de 13º e 14º salários aos vereadores e disse que Andrino foi leviano ao extremo quando foi aos sites e blogs divulgar essa informação e desafiou Tiago a pegar no Portal da Transparência da Câmara os benefícios citados e mostrar para a população.

Léo disse que a informação divulgada é um absurdo e que "mais absurdo ainda é o comportamento sínico desse rapaz, se referindo ao Andrino. Mas, ele tem tocado sua vida política assim, tem sido assim a trajetória do Tiago Andrino, ele apareceu na mídia primeiro, defendendo os homossexuais e todas as formas de amar. Hoje, não sai de cima de um pulpito de congresso de igreja, não sai, e diz ser um defensor da família. Ele foi preso em Santa Catarina queimando ônibus e quebrando vidro de carro por causa de um aumento na tarifa de ônibus. Saiu no UOL na época. Aqui nós aumentamos o valor da passagem do transporte coletivo em R$ 0,50 centavos e o malandro (Andrino) se calou. Eu fui para as feiras recolher assinatura e o vereador Júnior Geo foi para a porta dos cursinhos e o malandro se calou, fugiu do debate".

Barbosa afirmou ainda, que os vereadores não receberam e nem vão receber salário extra. O vereador disse também que gostaria que Andrino tivesse comparecido a sessão para que pudesse falar olhando em seus olhos tudo o que estava dizendo ali, mas afirmou que Tiago é "fujão", foge sempre que é questionado por algo.

"O Tiago Andrino disse que no dia que foi aprovado o reajuste do IPTU de Palmas, que aquele era um dos dias mais felizes da vida dele, por aí a gente mede a qualidade legislativa desse rapaz. Na greve dos professores ele sumiu, passou 15 dias sem vir na Câmara. São nesses momentos de decisão para a nossa cidade que a gente separa o joio do trigo e, ele sempre tem se mostrado um canalha, covarde e malandro", finalizou.




 

Veja Também