Palmas - TO sábado, 21 de outubro de 2017

Júnior Geo questiona permanência de professores contratados nas escolas após fim da greve

Em Palmas

11/10/2017 16h39 - Atualizado em 11/10/2017 18h04
Foto: Divulgação

Durante sessão ordinária na manhã desta quarta-feira, 11, o vereador professor Júnior Geo (PROS) questionou a permanência de servidores contratados pelo Executivo nas escolas, mesmo após a suspensão da greve e retorno dos professores municipais às aulas desde o dia 28 de setembro.

“Vários professores informaram que as pessoas que foram contratadas permanecem nas escolas sem ter o que fazer. Não faz mais sentido a contratação desses servidores, já que os professores que estavam em greve voltaram as suas atividades normais”, ressaltou Geo.

Além da contratação irregular desses servidores, o Ministério Público Estadual (MPE) e a Defensoria Pública Estadual (DPE) entraram com Ação Civil Pública requerendo a reposição das aulas correspondente ao período de greve.

Apoio à ampliação de meia passagem para estudantes

Na ocasião, o vereador apoiou o Projeto de Lei proposto pela vereadora Laudecy Coimbra(SD) que visa garantir aos estudantes de cursos profissionalizantes o direito a meia passagem no transporte coletivo do município. “Estudante é estudante independente de ser curso técnico, de ser curso profissionalizante, de graduação e independente de dia e horário durante a semana, por isso, precisa do suporte necessário para conquistar um futuro digno”, destacou Geo.

A bandeira da meia passagem é uma defesa do parlamentar, tendo em vista o número de demandas recebidas e o contato com a realidade dos estudantes. Estudantes não contemplados têm procurado Geo para buscar o direito e estudantes contemplados têm exposto algumas necessidades em limitações dos direitos. 

Veja Também