Palmas - TO sábado, 16 de dezembro de 2017

Messi faz três, Argentina vence Equador e vai para Copa

Equador 1 x 3 Argentina

11/10/2017 14h30 - Atualizado em 11/10/2017 14h33
Foto: Divulgação

O drama argentino começou cedo. Bastou segundos para a zaga argentina dar bobeira, Romario Ibarra tabelar com Ordoñez de cabeça na frente da área, receber pela esquerda e tocar na saída de Romero, abrindo o placar.

Após o gol, a Argentina aos poucos foi se encontrando na partida até achar seu gol de empate. Messi tabelou com Di María na esquerda, recebeu no meio da área livre e deu um leve toque por baixo de Banguera. O empate ainda não servia para os hermanos, mas o gênio resolveu aparecer mais uma vez. O camisa 10 roubou a bola na entrada da área de Aimar, e mandou uma bomba com a perna esquerda, acertando o ângulo. Era a virada argentina.

O nervosismo do início do jogo argentino passou rápido. A Argentina dominava a partifa, ficava com a bola e cadenciava o jogo. Criou mais oportunidades ofensivas e poderia ter deixado o intervalo com uma vantagem de dois gols. Sem qualidade para reagir, o Equador não atacava com eficiência e ainda dava espaços para Messi articular suas jogadas. Fora o gol no início, não assustou Romero.

Diferente do primeiro tempo, a segunda etapa não começou muito intusiasmada. O Equador começou pressionando os hermanos, mas não mostrava muita qualidade técnica para pressionar os argentinos, que por sua vez, parecia não ter voltado para o segundo tempo.

Pra descomplicar, o craque argentino mais uma vez apareceu e mostrou que é gênio. Messi dominou a bola na intermediária, levou para a esquerda, percebeu Banguera adiantado e dá entrada área, deu um leve toque por cima por cima do goleiro equatoriano, marcando um golaço.

Após sofrer o terceiro o gol, o Equador perdeu o gás do início da segunda etapa. Com isso, a Argentina tirou o pé, cadenciava o jogo, mantinha a bola e não se desgastava descendo para o ataque. Além disso, sentia a altitude jogar contra. O cansaço foi recompensado, os hermanos vão para Rússia em 2018, justamente na hora em que seu maior craque chamou a responsabilidade.

Fonte: Torcedores.com

Veja Também