Palmas - TO sábado, 21 de outubro de 2017

Governo alcança 100% do rebanho da Ilha do Bananal com vacinação antiaftosa

No Tocantins

11/10/2017 09h21 - Atualizado em 11/10/2017 15h34
Foto: Delfino Miranda/Governo do Tocantins
Técnicos percorreram 358 retiros de produtores rurais e indígenas na Ilha do Bananal

O Tocantins bateu novo recorde de animais vacinados contra a febre aftosa na maior ilha fluvial do mundo, a Ilha do Bananal. Os dados divulgados pela Agência de Defesa Agropecuária (Adapec) nesta terça-feira, 10, comprovam que todo o rebanho, 114.795 bovinos, recebeu a dose da vacina, 27,5% a mais que o previsto, que era de 90 mil animais. A Agulha oficial, termo utilizado quando a vacinação é executada pelo órgão oficial, durou 60 dias, entre 1º de agosto e 30 de setembro. Neste período, os técnicos percorreram 358 retiros de produtores rurais e indígenas e alcançaram 100% do rebanho.

Para agilizar os trabalhos, foram constituídas seis equipes de campo, que contou também com o envolvimento de profissionais dos escritórios da Adapec dos municípios que fazem parte da região. “O resultado foi excelente, graças ao comprometimento de todos os envolvidos, em especial, as equipes de campo. Foi um trabalho árduo devido às especificações geográficas da região, mas compensador para a manutenção sanitária do rebanho do Tocantins, bem como de todo o Brasil”, comemorou o presidente da Adapec, Humberto Camelo.

Os técnicos fizeram um trabalho previamente, levando orientações técnicas e agendando a data da vacinação de cada retiro, para que os animais estivessem presos. “Esse trabalho foi primordial, para vacinarmos todos os animais e finalizarmos a campanha dentro do tempo previsto”, disse o responsável pelo Programa Estadual de Erradicação da Febre Aftosa, Márcio Rezende. “É um trabalho extremamente difícil e demorado, visto que os animais ficam completamente soltos dentro da Ilha, pois não existem cercas limitando a sua movimentação, mas com a união dos esforços, equipes experientes e treinadas, superamos a meta”, avaliou o inspetor agropecuário Anderson Silva de Sousa.

Parcerias

As doses das vacinas destinadas ao rebanho indígena foram custeadas pelo Governo do Estado. Ao todo, 12.692 animais foram vacinados em 54 retiros. A agulha oficial contou ainda com o apoio das equipes do Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea), que realizou a vacinação dos retiros próximos ao Rio Araguaia, e das equipes da Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa) que deram apoio na região de Sandolândia.

O Fundo Privado de Defesa Agropecuária do Estado do Tocantins (Fundeagro) também foi um grande parceiro que contribuiu com o investimento para custear a alimentação e alojamentos das equipes, entre outros.

Ilha do Bananal

A Ilha do Bananal tem cerca de 2 milhões de hectares, faz divisa com oito municípios tocantinenses: Formoso do Araguaia, Sandolândia, Lagoa da confusão, Araguaçu, Cristalândia, Dueré, Caseara e Pium. Devido as suas características de relevo e terreno, no período chuvoso, se torna quase intransitável, pois a região fica alagada. Diante disso, a vacinação só ocorre na época da seca e uma vez por ano, para todos os bovinos, indiferente da idade.

Por: Dinalva Martins/Governo do Tocantins

Veja Também