Palmas - TO segunda, 24 de julho de 2017

Grêmio vence a Ponte Preta e se mantém na vice-liderança

Grêmio 3 x 1 Ponte Preta

17/07/2017 08h38 - Atualizado em 17/07/2017 08h42
Foto: Divulgação/Web

ob frio de 13 graus e chuva, o Grêmio conduziu a partida, na Arena, com maestria e bateu a Ponte Preta por 3 a 1. Autor de dois dos três gols da vitória tricolor, Lucas Barrios assume a artilharia da equipe. Everton marcou o terceiro. Do lado da Macaca, Rafael Thyere, contra, diminuiu a diferença. O resultado deixa o Grêmio na vice-liderança do Brasileirão, com 28 pontos. Enquanto a Ponte, em 16º começa a ser assombrada pela zona de rebaixamento.

O jogo começou a esquentar com cinco minutos de bola rolando. A primeira finalização foi um tanto atrapalhada. Jádson arriscou o chute de longe e isolou a bola, rendendo um tiro de meta para o Grêmio. Emerson Sheik abriu a distribuição de cartões do jogo após carrinho em Arthur. Ao bater a falta, Luan levantou na área, mas a bola foi afastada por Rodrigo. No contra-ataque, o mesmo Sheik foi parado por uma falta de Arthur.

O primeiro susto foi aos 20 minutos. Sozinho no contra-ataque, Lucca passou pela defesa tricolor e soltou uma bomba em direção ao gol, mas Grohe só torceu e olhou a bola saindo pela linha de fundo. Vendo o perigo, o Grêmio quase abriu o placar aos 23. Após erro de Rodrigo, Barrios encontrou Ramiro pela direita, para o volante dominar e mandar para o gol, mas Aranha estava atento e espalmou a bola.

Aos 32 minutos, o Grêmio teve duas belas chances, mas desperdiçou. Na primeira, Michel chegou na área com velocidade e mandou no centro do gol. Novamente, Aranha espalmou. No rebote, Edílson tentou abrir o placar pela diagonal, mas a bola bateu na rede apenas pelo lado de fora. Aos 34, Nino Paraíba lançou, buscando Sheik dentro da área, mas o zagueiro Thyere tocou errado na tentativa de cortar e abriu o placar a favor da Macaca.

Aos 45, o Grêmio ainda teve mais uma chance. Pedro Rocha recebeu na direita, cortou para dentro e chutou cruzado. A bola passou por Barrios e Ramiro, ofereceu perigo à Ponte Preta, mas saiu. A arbitragem deu mais dois minutos de acréscimos, mas não foi o suficiente para o Tricolor reverter o início com derrota.

Na volta para a segunda etapa, o técnico Renato Gaúcho promoveu a entrada de Fernandinho no lugar de Arthur. Aos 3 minutos, o Grêmio chegou com perigo na área da Macaca. O jogador invadiu a área buscando Lucas Barrios, mas Aranha apareceu para salvar o gol. Não demorou muito para a dupla voltar a aparecer. Após erro da Ponte na saída, o atacante tabelou com Pedro Rocha e finalizou. A bola ainda desviou em Naldo antes de acertar as redes e fazer a torcida soltar o grito de gol.

O próximo lance de perigo só veio aos 21 minutos, quando, em cobrança de falta, Edílson chutou uma bomba, que passou raspando no travessão da Ponte. O Grêmio voltou com todo o gás que ficou faltando no primeiro tempo. Luan tentou encontrar Fernandinho no contra-ataque, mas a bola bateu em Cortez e sobrou para Pedro Rocha marcar, mas a bola passou apenas perto do travessão aos 35 minutos.

Aos 31 minutos, Fernandinho sofreu falta dentro da área e o juiz marcou o pênalti para o Grêmio. Lucas Barrios foi para a cobrança e marcou 2 a 1 para o Grêmio. Ainda daria tempo da equipe marcar o terceiro. Dentro da área, aos 42 minutos, Everton recebeu lançamento de Ramiro e cabeceou para o fundo das redes do goleiro Aranha. A arbitragem aplicou mais três minutos, mas o resultado permaneceu igual.

Fonte: Terra

Veja Também